Sobre El arte de leer – 10 teses sobre a educação e a leitura de Gregorio Luri

Publicado por a 22/11/2019 em Notícias | Comentários desligados

Sobre El arte de leer – 10 teses sobre a educação e a leitura de Gregorio Luri

Gregorio Luri: «As crianças com maior vocabulário são as que mais livros têm em casa»
O pedagogo e filósofo espanhol apresenta o seu último livro Sobre el arte de ler, adaptado da conferência proferida em Barcelona, no Forum Edita 2019

Há algo de paradoxal na leitura: para se aprender a ler, é necessário um certo domínio da língua, para se aprender a ler bem, precisa-se de algo mais. Aos 7 anos, algumas crianças dominam um vocabulário de 7.000 palavras, outras dominam 3.000. A diferença pode alargar-se às 10.000 palavras quatro anos mais tarde. As crianças com um vocabulário mais rico são também as que mais livros têm em casa, vivendo sem dificuldade a revolução intelectual, que inclui, aos 9 anos de idade, o ato de ter aprendido a ler, lendo.
Nesse ponto, as diferenças de competência linguística dão lugar a diferentes ritmos de leitura e, como consequência, a trajetos educativos diversos. Quanto maior for a competência linguística, mas facilmente se lê e maior número de conhecimentos são adquiridos através da leitura pessoal. Por outro lado, os leitores com um vocabulário mais limitado leem com dificuldade, tropeçam, ficam confusos e não conseguem captar os contextos apresentados.
Os bons leitores gostam – como todos gostam – de praticar aquilo em que não sentem dificuldades, pois a prática é assídua. Quanto maior for o vocabulário da criança, mais fácil será a compreensão do contexto que confere sentido a um texto. Em toda a escrita há algo que o autor não explica e que salva o leitor.
Aprender a ler não é como aprender a andar de bicicleta. Uma vez que conseguimos pedalar, podemos fazê-lo em qualquer terreno. É mecânica. Aprender a ler aproxima-se mais de aprender a pintar: o conhecimento contribui para o aperfeiçoamento da compreensão.
Sobre El arte de leer – 10 teses sobre a educação e a leitura de Gregorio Luri
«Como se aprende a ler?» e, mais importante ainda, «O que significa aprender a ler?».
Se, como defende o autor, há que aprender a ler desde muito jovem para poder disfrutar da leitura lenta de adultos, deve ser procurado um local confortável e um momento tranquilo, pois o prazer de determinado texto terá uma duração mais longa.

Fonte: ABC Educación (texto adaptado)

Compete-nos criar momentos menos formais de leitura na escola, conferindo-lhe a equidade que lhe pretendemos atribuir de modo legítimo. Só deste modo, poderemos aspirar ao alargamento de leitores críticos e fugir ao determinismo.