Diário inédito de Saramago sai a 8 de outubro

Publicado por a 03/07/2018 em Notícias | Comentários desligados

A palavra “digna” é a última a ser impressa no inédito de José Saramago descoberto em fevereiro. Uma palavra que não se refere a questões políticas ou sociais, mas porque na entrada final deste Último caderno de Lanzarote o escritor conta que estava a comprar umas meias numa loja e foi reconhecido por uma leitora enquanto se baixava para as experimentar, daí que refira que “não estava numa posição muito digna”.

Este inédito estava no segredo dos deuses desde a sua descoberta e só foi anunciado hoje, às 15.30, em Portugal pela presidenta da Fundação José Saramago, Pilar del Río, e pelo editor da Porto, Manuel Alberto Valente. Uma revelação que foi feita a nível mundial através de uma comunicação conjunta e à mesma hora pelas editoras espanhola e brasileira, entre outras, do escritor.

 

Diário de Notícias, 3/7/2018

 

Ler toda a notícia aqui